De 11 a 15 de novembro, a Vila de Alter do Chão, em Santarém, no Pará, será palco para o FESTIVAL DAS ÁGUAS. Frente às ameaças que os rios e populações da Amazônia correm, o Festival busca chamar a atenção para a causa, celebrar a natureza e fortalecer a luta dos que buscam protegê-la.

A programação noturna inclui diversos artistas regionais, entre eles Dona Onete, Felipe Cordeiro e bandas de salvaguarda do carimbó de Alter do Chão, mas também abre espaço para estilos musicais diversos como reggae com a banda Mato Seco de São Paulo, além do rock, brega, forró e trans orgânico do Olive Tree Dance (Portugal). Durante o Festival também acontecerão oficinas, rodas de conversa, mostra de cinema, atividades esportivas, além de contar com espaço todo especial para crianças e um palco alternativo, totalmente gratuito e com bandas locais.

 

A programação diurna é totalmente gratuita e aberta ao público. Como o Festival é independente, livre de patrocínios, a programação noturna será paga para financiar o evento. Além disso, a organização do Festival tem um programa de voluntariado para aqueles que querem trocar dias de trabalho no evento por seu ingresso e também aceita apoios de empresas e organizações que compartilhem dos ideais do Festival.

PREOCUPAÇÃO SOCIAL

 

Para os organizadores do FESTIVAL DAS ÁGUAS é impensável realizar o evento sem a participação dos indígenas e ribeirinhos da região. Em função disso, o Festival disponibilizará barcos nos rios Tapajós, Arapiuns e Maró para que todos possam participar. Para isso, o Festival está em busca de pessoas ou empresas interessadas em colaborar através de *doações e, também, compra de ingressos sociais. Parte da renda deles será destinada ao financiamento não só dos barcos, mas de toda a logística de alimentação e hospedagem dos povos da floresta. O FESTIVAL DAS ÁGUAS também abre um programa de voluntariado em diversas áreas do evento para aqueles que querem colaborar e não podem pagar por seu ingresso. 

 

PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL

 

O modelo de desenvolvimento em prática na Amazônia é incompatível com a manutenção dos ecossistemas e modos de vida dos povos tradicionais. Grandes obras de infraestrutura como hidrelétricas, portos, além da mineração, extração ilegal de madeira, pesca predatória e falta de saneamento básico são alguns exemplos de ameaças aos recursos naturais e populações que vivem na região. O FESTIVAL DAS ÁGUAS de Alter do Chão nasce com o objetivo de celebrar a Mãe Natureza, a Amazônia, fortalecer a luta daqueles que buscam protegê-la e propor soluções acessíveis e que independam de financiamento governamental.

CUIDADOS COM O MEIO AMBIENTE

 

Um dos pilares do FESTIVAL DAS ÁGUAS é o respeito à natureza. Os banheiros do evento serão construídos pelo permacultor Lucas Paixão durante a oficina de saneamento bioecológico que acontecerá nas três semanas que antecedem o evento. Além disso, não haverá copos de plástico ou vidro no Festival; todos os participantes do Festival ganharão sua própria cuia tradicional paraense. Durante o evento haverá também oficinas de reciclagem, uso prático de energia alternativa e coleta de lixo seletiva.

 

© 2016 por Guardiões das Águas. Criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • YouTube B&W
FIQUE LIGADO
Fale com
a gente
REALIZAÇÃO